CAMINHOS DE PAPEL

segunda-feira, fevereiro 20, 2006

NÃO DEU NO N.Y. TIMES

Tampouco deu no Le Monde, no Herald Tribune ou no Der Spiegel. Deu aqui mesmo, na Folha de São Paulo, numa página inteira de colunismo social, com o título “Elite aprende a esconder o ouro”. Só para vocês entenderem, descrevo abaixo alguns dos tópicos dessa matéria e, dentro do possível, explicando-os:

Bolsas mutiladas”: uma empresária paulistana tirou o logo metálico de sua bolsa Dior, para não dar “bandeira” aos assaltantes. Candidamente, disse ter dado a pecinha a uma amiga, para que a colocasse em uma bolsa pirateada, comprada na rua 25 de Março.
Que Deus abençoe alma tão magnânima.

Bolsa-esconderijo”: Um outro membro da realeza pré-cadafalso, ficou traumatizado ao ter roubado seu relógio Bulgari, de 20 mil reais (coisinha assim perto de 60 salários-mínimos) além de uma mala Luis Vuitton, de 10 mil. Comentário do barão, depois de uma tomada radical de decisão: “nunca imaginei que trocaria minha pasta Prada por uma bolsa da C&A para carregar meu notebook
Aprenderam, pobres fregueses dessa loja? Vocês eram felizes e não sabiam.

Remendo básico”: A patricinha Stefanne corta as etiquetas de suas roupas Diesel, Dolce & Gabana e outras, para colar um adesivo por cima das originais. Mas mantém a pose: “Meu brinco de brilhantes é da Tiffany, mas que vê pensa que é bijuteria, por causa do restante do meu visual”.
Garota ixxperta, diriam os manos do Borel.
A colunista ainda outras dicas interessantes, orientando seus leitores a se resguardarem contra a violência:“Não coloque no vidro do carro adesivos que denotem alto poder aquisitivo, como por exemplo, 'Sou criador de Mangalarga'.
Minha dica é: adesivos só os do tipo “é nóis na fita “ ou “nóis capota mais nóis não pára”.

Outra: “Ao entrar no carro verifique se há chiclé colado no pára-brisa. Se houver, trata-se de dica para o motorista ser assaltado no semáforo seguinte.
Relaxem; cagada de passarinho tá liberada.
Deu para rir um pouco? Eu estou rindo desde ontem.
Para não chorar.

4 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial